Gestão de armazéns: por que optar por um WMS Especialista?

Para as empresas e operadoras logísticas que ainda não contam com um sistema WMS para a gestão de armazéns ou mesmo para aquelas que pretendem trocar de fornecedor, nem sempre é claro que existem dois tipos de WMS: o generalista e o especialista. Tampouco é fácil de identificar aquele que melhor se adequa ao perfil de empresa e ao perfil de uso. Afinal, qual a diferença entre eles? Qual a melhor escolha? E por que optar por um WMS Especialista?

Fizemos algumas perguntas a respeito para o consultor Hernani Roscito, sócio-fundador da MA&R Consultoria para sanar essas dúvidas. Confira as respostas e entenda a diferença!

Qual a diferença entre WMS Generalista e WMS Especialista?

 

O WMS Generalista é um sistema “básico”, desenvolvido para atender ao mercado em geral, com foco em pequenos negócios que não têm particularidades técnicas específicas. “Em termos de tecnologia, trata-se de uma ferramenta simples, com baixo nível de exigência de desenvolvimento quando comparado aos softwares WMS Especialistas. Eles são significativamente mais baratos”, afirma Hernani.

Já o WMS Especialista é, como o nome diz, muito mais específico. Trata-se de um software de maior abrangência, com ampla variedade de recursos, capaz de resolver tarefas muito mais complexas. “Seu desenvolvimento leva mais tempo entre a conceituação da ferramenta, testes, ajustes e liberação para o mercado. Exige-se maior tecnologia no seu desenvolvimento e seus custos, consequentemente, são mais altos”, explica o consultor.

Quais os prós e contras de cada tipo de WMS?

Quando se fala do WMS Generalista, seus prós estão no baixo custo da aquisição e na fácil implantação, quase como um “plug and play”, exigindo poucos recursos em termos de hardware. Outra vantagem é a grande facilidade de integração com ERPs ou sistemas nativos dos clientes.

Entretanto, os contras do WMS Generalista começam na baixa capacidade de parametrização. Eles não têm recursos que propiciam uma melhor gestão sobre a operação. “Os generalistas não possuem, por exemplo, nenhuma ferramenta  de inventário cíclico controladas integralmente pelo sistema. Em sua maioria, eles funcionam mais como controle de estoque do que como um WMS na essência. Em termos comparativos, aproximam-se muito dos módulos de gestão de estoque que acompanham a maioria dos bons ERPs do mercado”, compara Hernani.

Já os prós dos sistemas de WMS Especialistas são muitos. Eles são altamente confiáveis e têm muito mais recursos de gestão, com perspectiva de ampliação da aplicação por meio de parametrizações específicas e sob demanda de cada negócio ou cliente. Em contrapartida, eles exigem maior esforço e mais recursos para implantação, além de requerer maior capacidade de processamento de hardware.

Algumas soluções de WMS Especialista não atendem a segmentos específicos, que requerem um desenvolvimento ainda mais padronizado. Operadores logísticos, por exemplo, têm demandas diferentes da Indústria. Entretanto, algumas provedoras de softwares WMS como a Inovatech conseguem chegar a um nível de especificidade muito grande, atendendo a essas diferentes demandas.

O que deve ser considerado pela empresa antes de “bater o martelo” nessa decisão?

Pedimos ao Hernani para listar o passo a passo para a melhor tomada de decisão e o resultado é o seguinte:

1) O cliente precisa estar seguro de que necessita de um WMS

2) O cliente precisa definir o que se espera como resultado para o seu negócio

3) É necessário estar com a “casa arrumada”, isto é, com processos extremamente bem definidos e com controles (SLAs e KPIs) adequados e regularmente atualizados. Do contrário, o WMS não fará milagres!

4) É igualmente importante ter um programa de gestão administrativa-operacional que atue fortemente nos desvios identificados em sua operação, pois esse gerenciamento será imprescindível ao longo da implementação do WMS

5) É preciso desenvolver um detalhado e criterioso processo de qualificação da ferramenta WMS e do fornecedor: é preciso estar absolutamente claro que as soluções disponíveis atendem integralmente às suas demandas e que o fornecedor tem a capacidade técnica para conduzir a implementação, suportar a parametrização, conduzir o treinamento adequado e, acima de tudo, dar assistência técnica de alto nível no pós-venda.

É possível fazer um checklist completo e sanar todas as pendências de cada passo por meio de uma consultoria completa, que busque também identificar o melhor fornecedor de WMS para cada caso.

Por que optar por um WMS Especialista? E dentre os provedores concorrentes, por que optar pela Inovatech?

 

A resposta é simples:  somente um WMS Especialista poderá atender integralmente às demandas de gestão e controle que os clientes com maiores necessidades requerem para uma boa administração do seu negócio, do seu armazém.

A Inovatech fornece um dos 5 melhores softwares WMS Especialista do mercado. Atuamos junto à empresa como consultoria para garantir que as empresas contratantes estejam 100% preparadas para receber o WMS e tirar o melhor proveito do sistema, beneficiando suas operações”, afirma Hernani.

Com um pós-venda diferenciado e alta capacidade técnica, a Inovatech está totalmente apta para atender às especificidades da sua empresa!

 

Gostou? Entre em contato com a Inovatech e saiba mais sobre o WMS Especialista!

Compartilhe conosco seus desafios e necessidades na gestão do armazém! Gostaríamos muito de ajudar a superar seus desafios. Preencha o formulário e entre em contato com a nossa equipe comercial!